Gelatinas (color correction gel)

Gelatinas e filtros para iluminação e para correção de cor

Ricardo Pizzotti

Os filtros são dispositivos ópticos com a função de reduzir determinados comprimentos de onda bloqueando parte do espectro. Eles são colocados na objetiva de câmeras ou em frente de luminárias com a finalidade de modificar, de forma sutil ou não, a qualidade e a quantidade de luz. Podem ser fabricados em vidro, acrílico, gelatina, plástico ou cristal. Os de vidro e acrílico são os mais resistentes e duráveis, embora estejam sujeitos a riscos. 

 

Filtros de vidro são rosqueados diretamente na objetiva, encaixados por pressão ou por meio do sistema de baioneta. 

 

As gelatinas, confeccionadas em uma grande variedade de cores e tonalidades, são fabricadas com material resistente ao calor gerado pelos refletores. Elas estão disponíveis em rolo, metro e folha, conforme o tipo. 

 

A maior parte dos fabricantes de filtros divide seus catálogos em filtros de cor, filtros corretores de temperatura de cor, filtros conversores, corretores de intensidade (Neutral Density - ND), filtros difusores, refletores e polarizadores e películas anticalóricas.

Filtros de cor 
São os mais utilizados em iluminação para espetáculos. Quando colocado em frente a uma fonte de luz, sua cor é alterada. 


Para a escolha do tipo ou da marca do filtro, é muito importante observar a quantidade de luz que é bloqueada. Normalmente, isso é indicado em porcentagem, pois as cores absorvidas são transformadas em calor, o que pode provocar a deterioração do plástico. 

 

Os fabricantes disponibilizam uma grande variedade de cores com indicação do número de referência e do nome da cor. Deve-se ter em conta que os nomes são meramente indicativos e podem não corresponder ao efeito desejado, pois a cor pode ser alterada por muitos fatores externos ao filtro, como o tipo de lâmpada, a intensidade da luz, a distância do projetor em relação à superfície iluminada, a cor do cenário, etc.

 

Filtros corretores de temperatura de cor


São usados para corrigir a temperatura da cor e uniformizar tipos diferentes de lâmpadas ou conjugar luz artificial com luz natural. Por exemplo, as lâmpadas fluorescentes comuns deixam as pessoas no vídeo com a aparência pálida porque têm pouco vermelho e muito verde. Para corrigir isso, coloca-se uma gelatina magenta sobre as fluorescentes a fim de absorver o excesso de verde. 


Se no local predominar luzes fluorescentes completadas por refletores incandescentes utilizamos sobre eles gelatinas de tonalidade verde, com o intuito de aproximar a temperatura da luz incandescente, à temperatura das luzes fluorescentes.


O balanço de branco da câmera deve ser feito após a colocação das gelatinas. 
Esses filtros ajudam a recriar ambientes externo e interno e a tornar a ambiência fria ou quente de forma fácil, sem alterar drasticamente as cores dos objetos, dos figurinos ou das pessoas iluminadas. 


Normalmente, nos catálogos desse gênero de filtro vem indicado o tipo de correção que é feita (expresso em graus Kelvin), assim como indicação do gênero de lâmpadas a que está associada essa temperatura de cor (tungstênio, lâmpada de descarga HMI, etc.).


Os filtros corretores são divididos em dois grupos: CTB (Correcting Temperatue to Blue) e CTO (Correcting Temperature to Orange):

CTB (Color Temperature Blue)


Usado para aumentar a temperatura de cor de uma lâmpada. Trata-se de uma gelatina que modifica uma luz incandescente âmbar de 3.200 K para a luz natural azulada de 5.600 K.

CTO (Color Temperature Orange)


Usado para baixar a temperatura. É uma gelatina utilizada para correção de temperatura de cor. 

curso de produção de televisão

Produção e direção de televisão e vídeo

CURSO COMPLETO

CTB.

Filtros refletores 


São usados como superfícies refletoras de luz. Devem ser posicionados longe da fonte luminosa e com um pouco de ângulo, permitindo direcionar a luz para o local desejado.


Esse tipo de refletor é usado essencialmente na iluminação para fotografia, cinema e televisão, pois são áreas que precisam de maior detalhe na imagem, o que geralmente não é alcançado em espetáculos ao vivo.


Filtros polarizadores 
São aqueles que polarizam a luz em determinado ângulo ou direção. Esses filtros são usados exclusivamente para televisão, na qual o objetivo é retirar partes do espectro que poderão de alguma forma interferir na captação da imagem. 


O filtro polarizador serve para remover (ou suavizar) reflexos de luz de superfícies não metálicas, como vidro e água, reduzir o véu atmosférico das cenas abertas, tornando o azul do céu mais profundo, e aumentar a saturação de cores e o contraste em geral. Também pode ser usado para escurecer o céu, já que parte dessa luz é polarizada. São usados na lente das câmeras. 

Filtros anticalóricos 


Tratam-se de películas colocadas no porta-filtro que dispersam ou desviam o calor, protegendo o filtro. São instaladas junto à lâmpada, bloqueando, assim, parte do calor e protegendo o filtro, o que aumenta seu tempo de vida. Sua aplicação mais frequente é em projetores de grande potência ou em projetores de baixa potência, mas que tenham cores com índices de transmissão muito altos (por exemplo, azuis profundos). O uso desse tipo de filtro em projetores de ciclorama pode baixar bastante a necessidade de substituição. Saiba mais

2017 - 2020 © Ricardo Pizzotti