Dicas sobre cuidados com a audição

Monitoração do som | Perda auditiva

Christiane Schultz 

© Copyright 1992-2013 - Shure Incorporated - Todos os direitos reservado

Conheça os principais sinais de alerta para uma perda auditiva

 

  • zumbido ou tinitus

  • dificuldade ou incômodo para ouvir sons  muito agudos, como pássaros, crianças ou o toque do telefone

  • dificuldade em compreender a fala, sobretudo em locais mais ruidosos ( você consegue ouvir mas não consegue compreender)

  • pedir frequentemente aos outros que repitam aquilo que disseram

  • dificuldade em acompanhar uma conversa quando há mais de uma pessoa falando

  • dificuldade de falar ao telefone

 

Se você já experimentou algum desses sintomas, procure um médico otorrinolaringologista e um audiologista para avaliar a sua audição. 


Sempre que possível proteja a sua audição usando protetores auditivos, abaixando o volume e até mesmo evitando lugares com ruído elevado.

 

Como funciona a nossa audição


O sistema auditivo apresenta três divisões: orelhas externa, média e interna. A orelha externa é formada pelo pavilhão auricular, meato acústico externo até a membrana timpânica. A orelha média é composta pela cavidade timpânica e pelos três ossículos: martelo, bigorna e estribo, seus ligamentos, músculos e articulações e a orelha interna é formada pela cóclea, canais semi-circulares, sáculo, utrículo e nervo vestíbulo-coclear (8º par). 


As orelhas externa e média são responsáveis pela absorção, amplificação e transformação das ondas acústicas em energia mecânica vibratória, e a orelha interna absorve e transforma a energia mecânica em impulsos elétricos neurais, sendo estes transmitidos para o sistema nervoso central

Perguntas mais frequentes

      Como eu sei de preciso usar proteção auditiva?
      Se você percebe a necessidade de elevar o seu tom de voz para ser ouvido mesmo quando o interlocutor está bem próximo a você.

      Se eu usar protetor auditivo não será mais difícil ouvir a mim mesmo, ou ao meu instrumento?
      Na verdade,  é exatamente ao contrário. O objetivo de isolar seu ouvido de sons distrativos, não importante e altos e assim você poderá ouvir a si próprio com maior clareza e nitidez e em menor volume, é claro!

      Não é verdade que as pessoas se acostumam a ouvir em volumes mais altos?
      Não . A perda auditiva causada por exposição a elevados níveis de pressão sonora é cumulativa e insidosa. Muitas pessoas não percebem que tem uma dificuldade auditiva até que se torne muito tarde

      Mesmo após anos de exposição a sons altos porque começar a usar protetores auditivos agora?
      Os protetores auditivos previnem de futuras lesões auditivas e/ou impedem a progressão da perda auditiva. Não existe mais um bom motivo para se adquirir uma perda auditiva induzida por exposição a elevados níveis de pressão sonora. Além disso, seus ouvidos são seu instrumento de trabalho e não podem ser repostos. Cuide bem deles!

      O que fazer se eu perceber que tenho alguma dificuldade auditiva?
      O primeiro passo é marcar uma consulta com um médico otorrinolaringologista para uma investigação médicas das possíveis causas e tratamentos mais adequados e em seguida realizar uma avaliação audiológica com um audiologista, para  identificar e quantificar  uma possível perda auditiva.

 

Dicas úteis

Sempre que possível evite exposição a ruídos intensos, seja profissionalmente, em ensaios e shows, seja pessoalmente, com volumes elevados nos fones de ouvido, ou ir a bares e danceterias muito barulhentos. Se isso for absolutamente impossível, faça intervalos ou pausas durante essa exposição.


Estar hidratado também ajuda proteger suas orelhas de exaustão e metabolismo inadequado.


Também é extremamente importante obedecer a um adequado repouso auditivo, de 10 a 14 horas, antes da próxima exposição, fato que contribui para a recuperação das células ciliadas exaustas e que alteram temporariamente os limiares auditivos.


O ideal é sempre proteger seu ouvido. Existem no mercado, protetores auditivos universais e customizados, que atenuam 9, 15 ou até 25dB. Isso poderá fazer grande diferença no que diz respeito a quanto tempo você poderá ficar exposto ao ruído. Os protetores auditivos de boa qualidade diminuirão a intensidade de todas as frequências de maneira equalizada e portanto não haverá distorção sonora.

      1. Evite expor-se a ruídos excessivos sempre que possível.
      2. Use protetores auditivos durante suas apresentações e ensaios.
      3. Quando usados corretamente, monitores pessoais personalizados (in-ear) como o PSM Series* da Shure podem ser usados para ajudar a reduzir os níveis sonoros durante uma apresentação.
      4. Use materiais absorvedores de som no palco sempre que possível.
      5. Saiba quais sons são altos o bastante para constituir um risco potencial de dano auditivo.
      6. Eduque outras pessoas sobre perdas auditivas e estratégias de preservação da audição.
      7. Faça testes auditivos anuais com um audiólogo.

* O uso correto dos monitores pessoais (IN-EAR) é sua responsabilidade. A boa notícia é que, com o grau de isolamento permitido pelos monitores pessoais, os músicos podem ouvir seu mix de monitor mais claramente em volumes mais baixos que o necessário com os monitores de chão tradicionais.

Técnicas de áudio

2017 - 2020 © Ricardo Pizzotti