Apresentadora de TV

Como se tornar um bom apresentador(a) de TV

Ricardo Pizzotti

Perfil do apresentador de programas de televisão


O apresentador de televisão é responsável pela condução de um programa. Ele interage com a equipe e o público, conduz entrevistas a vários convidados e segue roteiro e perfil determinados pelo diretor.


Parece fácil, mas saber posicionar-se diante das câmeras, conduzir entrevistas e manter o interesse do público, principalmente em programas ao vivo, requer algumas habilidades e muita dedicação.


Um bom apresentador de televisão deve ter grande poder comunicativo e saber criar empatia com o público. Para isso precisa ter segurança, simpatia e boa dicção. 


Cada programa tem um formato específico, o que exige apresentadores com diferentes perfis. Diferentemente de um ator, que representa outra pessoa, o apresentador de televisão mostra sua própria personalidade, embora ambos tenham como objetivo a comunicação com o público (ver Gêneros e formatos).


Um bom apresentador precisa criar uma ligação com o telespectador, ter a habilidade de estabelecer com ele uma relação pessoal, já que a televisão é uma mídia muito íntima, mais do que o teatro ou o cinema.

Dicas para ser um bom apresentador

  • Seja você mesmo. Não tente “vestir” um personagem diferente somente para agradar ao público, pois, além de perder a naturalidade, você pode não criar empatia. É preciso conquistar a confiança do público.

  • Tenha um bom relacionamento com a equipe do programa, pois um apresentador não faz o programa sozinho.

  • Saiba quem é seu público. Cada público tem características e expectativas próprias, que precisam ser consideradas em uma apresentação. Conhecendo o público, você poderá se preparar melhor e ter mais chances de se apresentar bem.

  • Mantenha-se informado, principalmente sobre os temas da atualidade. Ser apresentador de televisão requer, entre outras coisas, ter cultura geral e bom conhecimento dos temas atuais. É importante ler jornais e livros, além de estudar temas variados, como ciência, política, esporte e cultura. 

Como se tornar um bom apresentador de TV


Descontração, credibilidade e, acima de tudo, identificação com o público — os apresentadores de TV são, sem dúvida, expoentes das empresas de comunicação audiovisual.

 

Ser um apresentador de programas traz muitas vantagens. Sucesso, alto rendimento e reconhecimento profissional tornaram essa função uma das mais cobiçadas na chamada “grande mídia”. E, apesar de ser uma função muito disputada, só é necessário preparo para atingir o objetivo de se tornar apresentador de TV. Não há uma fórmula pronta para a formação de um apresentador, mas existem alguns caminhos que permitem ajudar a conquistar esse espaço no mercado:

  • Faça parte do meio artístico

      A maioria dos apresentadores de TV vem de ocupações profissionais ligadas a algum tipo de manifestação artística: atores, radialistas e humoristas são figuras comuns nessa profissão, pois têm a vantagem de poder testar a empatia e a aceitação do público antes de o programa ir ao ar. Uma vez que os programas de TV têm alto custo, dificilmente uma emissora “dará um tiro no escuro”. Por isso, é fundamental buscar trabalhos em que você possa demonstrar que tem carisma, inteligência e, principalmente, um diferencial para se tornar âncora de um programa de TV.

  • Trabalhe com informação

      Além de entreter, muitos programas de TV têm por objetivo informar. O segmento dos programas informativos privilegia mais o fator credibilidade. O melhor caminho para conseguir um lugar em um programa com esse perfil é trabalhar como repórter ou como cronista.

  • Seja referência em um assunto

      Especializar-se em um assunto com o qual você se identifique e buscar transmiti-lo de forma inovadora, isto é, utilizando uma fórmula original, pode ser o passaporte para a desejada função em um programa de TV.

  • Apareça

     Se você não estiver estrelando uma novela, entrevistando personalidades ou defendendo uma causa na mídia, terá de se “movimentar” para que as pessoas conheçam seu talento e você consiga alcançar seu objetivo. Faça curso de teatro amador, inscreva-se em reality shows, participe de programas de auditório, cante, dance, busque seu espaço por meio da arte.


     E escolha um tema: futebol, política, religião — pode ser qualquer um com que se identifique. Escreva um blog, abra uma conta no Twitter, frequente redes sociais e fóruns na internet, participe de eventos e envolva-se com o meio, sem, no entanto, perder de vista que seu objetivo é comunicar determinado assunto e representar um público na mídia. 

 

     Criar uma marca pessoal, vestir um personagem (desde que se identifique com ele) será um grande passo para começar a diferenciar-se na multidão. Observe que todo apresentador tem seus bordões, suas marcas registradas: o Galvão Bueno tem o “Bem, amigos da Rede Globo”, o Sílvio Santos tem o microfone no peito, o mestre Chacrinha jogava um bacalhau ao auditório — estes aspectos realçam a identificação com o público e o tornam único. Saiba mais

Tudo sobre produção de TV